Posso dizer que a re-descoberta do meu corpo-imagem foi o primeiro clique; e dado não por mim; mas pela cidade. Me (re)conhecerem como barbadiana foi a quebra que me motivou a perseguir a fotografia. Fotografia pra mim é vital; ainda mais falando a partir de um corpo negro - que vive e depende dessa imagem; sendo a consciência um plano fundamental ao bem-estar desse corpo negro.
Foto: Marcela Bonfim - Série PixaDor (A série trata de um relato fotográfico sobre a re-adaptação visual da comunidade de Nazaré ao período pós-cheia (2014); tendo os moradores que conviver diariamente com os impactos estampados das águas em suas rotinas; junto as marcações X não justificadas pelo Poder Público. Sendo Nazaré um ponto cultural reconhecido principalmente pela visualidade de suas fachadas, além de um museu de identidade ribeirinha à céu aberto).
Foto: Marcela Bonfim - Série PixaDor (A série trata de um relato fotográfico sobre a re-adaptação visual da comunidade de Nazaré ao período pós-cheia (2014); tendo os moradores que conviver diariamente com os impactos estampados das águas em suas rotinas; junto as marcações X não justificadas pelo Poder Público. Sendo Nazaré um ponto cultural reconhecido principalmente pela visualidade de suas fachadas, além de um museu de identidade ribeirinha à céu aberto).
Foto: Marcela Bonfim - Série PixaDor (A série trata de um relato fotográfico sobre a re-adaptação visual da comunidade de Nazaré ao período pós-cheia (2014); tendo os moradores que conviver diariamente com os impactos estampados das águas em suas rotinas; junto as marcações X não justificadas pelo Poder Público. Sendo Nazaré um ponto cultural reconhecido principalmente pela visualidade de suas fachadas, além de um museu de identidade ribeirinha à céu aberto).
Foto: Marcela Bonfim - Série PixaDor (A série trata de um relato fotográfico sobre a re-adaptação visual da comunidade de Nazaré ao período pós-cheia (2014); tendo os moradores que conviver diariamente com os impactos estampados das águas em suas rotinas; junto as marcações X não justificadas pelo Poder Público. Sendo Nazaré um ponto cultural reconhecido principalmente pela visualidade de suas fachadas, além de um museu de identidade ribeirinha à céu aberto).
Foto: Marcela Bonfim - Série PixaDor (A série trata de um relato fotográfico sobre a re-adaptação visual da comunidade de Nazaré ao período pós-cheia (2014); tendo os moradores que conviver diariamente com os impactos estampados das águas em suas rotinas; junto as marcações X não justificadas pelo Poder Público. Sendo Nazaré um ponto cultural reconhecido principalmente pela visualidade de suas fachadas, além de um museu de identidade ribeirinha à céu aberto).
Para mais informações sobre Marcela Bonfim e suas obras visite @bonfim_marcela

Continue a navegar

Back to Top